recado de maçaneta

Sinto nudez por você
despida de qualquer convenção
que em mim tenha resistido em vão.
visto-me de você,
enrolada inteira nos seus braços,
coberta pelo seu abdômen escasso,
perfumo-me do êxtase em seu cheiro,
durmo no seu olhar fugaz
onde nasce um despenhadeiro,
penteio-me através do que se desfaz
sou feita de uma vaidade que você me beija nos ombros,
escrita pelo desejo que se procura nos escombros,
esculpida na vontade com que me fareja atrás dos ouvidos,
cantada na cadência que se emoldura em ruídos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s