Apodrecido

Deteriorando
carcomido por traças
ruindo pelas tabelas
despencando as laterais
Foi apodrecer de fora pra dentro
de dentro pra fora
com fungos e vermes
corroendo feito ácido
Um maniqueísmo derretido
uma cratera plástica
vomitando sua bílis existencial
Do seu âmago nasce
o mofo que te cobre
da frieza interior
e o gosto amargo que restou
na boca de um beijo podre
O órgão que desaba
sem estrutura firme
é um coração abandonado
à condição de ser cru.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s