o coração é um campo de batalha

Eu te avisei, é perigoso andar aqui dentro. Meu coração é um campo minado e não falo só do arame farpado. O que está cercado está guardado de qualquer assalto, de qualquer sobressalto, de qualquer kamikaze, de qualquer ataque atômico ou cardíaco. Minha estratégia não é compreensível pra quem tem raciocínio, pra quem tem lógica, pra quem usa regras de comportamento, pra quem usa manual de instruções para um jogo que não é de xadrez. Quem entra em campo de batalha, não brinca como em vídeo game. Não existe pausa, não se pula sua vez, não se escolhe os adversários nem as armas com que se luta e a defesa não é, de modo algum, como um botão que se aperta. Quem ultrapassa a linha da fronteira, já aviso, entra em guerra contra tiros invisíveis e facadas imprevisíveis. Até a última gota de sangue pulsar, a dor não fica virtual pra quem é soldado no coração da vida. O seu próximo passo pode dar numa mina e seus órgãos explodem simultâneos até que sua existência se resuma a um torpor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s