viagem astral

aqui dentro é um buraco negro
quando você entrar, perder-se-á
será febre dentro do cosmo
fará fusão de tantas luzes
que até a escuridão se acenderá

voa alto, astronauta
vem desbravar essa galáxia
feita de rosas desabrochadas
com gosto de chá de melissas
queimando sóis a deus-dará

em chãos de giz pastéis
pousa devagarinho na minha pele
com a gravidade de uma brisa
eleve-me às suas questões vitais
de ser náufrago no azul celeste

chega perto, astronauta
das cavernas mais abissais
vem ver o universo do avesso
e beijar estrelas cadentes
que correm velocidades cardinais

garanto essa explosão cósmica
nesse grão de areia no céu vazio
em meus botões de buraco negro
cabem mais universos psíquicos
que dentro da sua mão viril

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s