correndo com lobos

como uma fera
eu ataquei seus instintos mais agudos
meus dentes afiados no pescoço
minha mordida voraz
sua quase morte
empírica

como um bicho
eu avancei em sua pele de cordeiro
te desnudei em carne e osso
mordi seu pedaço de vida
e almocei suas tripas

como um monstro
eu cacei suas insanidades
dilacerei seu extremo desejo
de permanecer sangue
na minha boca

como uma fêmea
eu dominei suas inconstâncias
despi minha pele de lobo
surgi animal em mim
natureza original
entregue

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s