não era a única

de repente eu gostei de ser a outra
me permiti ser mais uma
vesti minha face de mim mesma
bati na sua porta como tantas
despimos nossas mentiras
mas no gozo dessa honestidade
me vi limpa dos tabus todos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s