aurora dos portões

te caso as notas e o compasso
no timbre rouco em tom de vinho seco
trago seu cheiro cigarro
me esbarro com olhar desbravado
te descaso no modo automático
quando faz clichê e sorriso
curva sempre à esquerda
ali no canto dos lábios
encanto
te faço pouco caso disso tudo
álbum completo que sabemos de cor
insisto que é mais um qualquer
mas
por acaso sem pensar te beijo
me desfaço no amanhecer
que desejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s