a ruptura

estou sentada há meia hora
o casal à minha frente troca
as pernas pro mesmo lado
e depois pro outro lado
penso serem feitos um pro outro
na recepção pediram nhoque
com peixe – eca!
a rua é frei manoel da ressurreição
frei manoel, isso mesmo,
rua frei manoel
rua frei manoel da ressurreição!
a campainha toca
eu quis fugir pra fumar um cigarro
estou sem cigarros: parei
abro o meu livro na página cento e dois
estamos discutindo traição e casamento
que apropriado!
sinto-me a mulher traída
sem nunca ter me casado
será que existe outro termo
quando a lealdade morre?
tocou a campainha
era o nhoque com peixe
em sua embalagem de isopor.
uma amiga tem fobia de peixe
sim, de peixe
seja no aquário
ou empalhado
ou a sardinha enlatada
ou o bacalhau inteiro na peixaria
ou a cabeça exposta na bandeja
ela só não tem fobia
de sushi
estou sentada há uma hora
voz de telefonista após o plim-plim nos autofalantes do supermercado
carlos! e ele se levanta,
vai sozinho até o final do corredor
sua mulher – ou seria irmã? – espera
depois que Frans contou à sua esposa
ela lhe mandou embora
mas a amante não lhe esperava
havia se mudado de apartamento
ou mesmo de cidade
pensei em arrumar minhas malas
alugar um quarto horroroso
no centro de são paulo
com janela para o conglomerado
uma semi-cozinha, onde caberiam
ou o fogão ou a geladeira
e um gancho para guardanapos
com um banheiro-lavanderia
com o chuveiro sobre a privada
e um tanque no lugar da pia
talvez nesse ambiente hostil
eu até voltasse a fumar
estou sentada há uma hora e meia
a secretária me avisa ali do balcão
ainda não consegui seu atestado
mas ele vai me atender?
não se sabe.
a página já é cento e oito
lembro-me de ter comido uma banana
a umas quatro horas atrás
enchi o terceiro copo d’água
bebi em dois goles plenos
enquanto isso algumas senhoras
e uma moça de óculos escuros
passaram por ali e partiram
e eu estou sentada há duas horas
não me querem mais naquele lugar
eu deveria ser despedida
pois convidada a me retirar
já o haviam feito, às claras,
por que não uma unidade em que haja demanda para o trabalho noturno?
só não estou desempregada
porque fiz um concurso público
que inclusive fora anulado pelas instâncias
do tribunal do trabalho
cabia recurso
já li quatro capítulos
agora a descrição é de um cemitério
queria fotografar as ervas daninhas
subindo pelas lápides
e as primaveras florescendo
no meio do caminho tinha um ipê
cor-de-rosa quase branco
haviam-no podado apenas de um lado
seus ramos cresciam para a rua
com um tapete de pétalas sob sua sombra
pensei em parar e postar no instagram
com uma legenda triste
as árvores só florescem onde a rua é pública
pois do outro lado havia um muro
estou sentada há duas horas e meia
minha barriga estremeceu
é fome
precisa esperar ele acabar de atender
cada um dos pacientes com hora marcada
eu era uma emergência
sem agendamento prévio
saí de lá às três e dois da tarde
cinco dias de cama e um receituário
alguns anos mais velha, talvez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s